O MEU DIA MUNDIAL DO LIVRO

O meu Dia Mundial do Livro foi verdadeiramente especial. Passei-o com os alunos da EB1 de Badoucos – Souto, em Santa Maria da Feira. O pretexto para a conversa foi o meu “Poemas da Bicharada”, livro que a Associação de Pais tinha oferecido a cada aluno no Natal passado e que foi lido, relido e trabalhado desde então.

A “cavaqueira” animou-se entre a apresentação de todos os meus livros, a leitura de textos (por mim, por pequenos grupos de alunos e por todos – alguns viviam já na memória de quase todos os alunos), as perguntas curiosas de sempre.

Destaque-se deste encontro a sintonia evidenciada por todos os professores, com quem tive o privilégio de tomar um café e trincar uma fogaça (como não podia deixar de ser). Realce-se ainda o magnífico folheto elaborado para comemorar o dia onde consta uma foto minha, uma breve biografia e a transcrição da sinopse da Casa da Leitura aos meus “Poemas da Bicharada” e “Improvérbios” e uma oportuna nota explicativa da génese do Dia Mundial do Livro que passo a transcrever (para que conste e se registe):

O “Dia Mundial do Livro e do Direito de Autor” é comemorado desde 1996 e por decisão da UNESCO, a 23 de Abril, dia de S. Jorge.
Esta data foi escolhida para honrar a velha tradição catalã segundo a qual, neste dia, os cavaleiros oferecem às suas damas uma rosa vermelha de S. Jorge (Saint Jordi) e recebem, em troca, um livro.
Em simultâneo, é prestada homenagem à obra de grandes escritores, como Shakespeare e Cervantes, falecidos em 1616, exactamente a 23 de Abril.
Partilhar livros e flores, nesta Primavera, é prolongar uma longa cadeia de alegria e cultura, saber e paixão
.”
Obrigado aos alunos e professores da EB1 de Badoucos – Souto por me terem possibilitado um dia tão especial, com livros e flores.

Comentários

Mensagens populares