DE LONDRES, "MONKEY AND ME"

De Londres, trouxe um livro muito bonito, não exactamente pelo design ou pelas ilustrações ou sequer pela história. É um livro extraordinário que me cativa pela simplicidade. Curiosamente, segundo os críticos, este livro de Emily Gravett, - “Monkey and Me” - , constitui uma surpresa relativamente aos livros anteriores (Wolves, Orange Pear Apple Bear, Meerkat Mail, and Little Mouse’s Big Book Of Fears). Não conheço estes para confirmar ou negar esta opinião. O que digo, em concordância com a crítica, é que “Monkey and Me” é divertimento puro e simples, sendo tão só a história de uma menina de totós e do seu macaco.
Este livro tem tudo o que é necessário para um álbum (Picture Book, em inglês) bem sucedido: texto repetitivo, texto rítmico, divertimento, oportunidades interactivas e ilustrações encantadoras (subtis, umas vezes e outras, não tanto). A cada três páginas repete-se o refrão (Monkey and me, / Monkey and me, / Monkey and me, / We went to see, /We went to see some…), sendo que as duas páginas que se lhe seguem revelam o que a menina e o macaco vêm ver. Outro aspecto interessante reside na possibilidade de, a partir das ilustrações, imitar os gestos da menina e do macaco. (Quem não gosta de fingir ser um elefante, um canguru, um macaco, um pinguim, etc.?).

Para conhecer melhor o trabalho (ilustração e escrita) de Emily Gravett, siga por aqui ou aqui.

Comentários

Mensagens populares