O QUE É A POESIA?

"O meu primeiro Álbum de Poesia" é uma antologia de poesia para os mais pequenos, com organização e selecção de Alice Vieira, numa edição da Dom Quixote.
Não são muitas as antologias de poesia para crianças. Esta, belamente ilustrada por Danuta Wojciechowska, tem a particularidade feliz de abrir com um prefácio da organizadora, onde se explica com palavras simples e de modo excessivamente limpo o que é a poesia, quem a pode escrever, sobre que pode “fazer-se” poesia e como se pode escrevê-la.

Deixamos aqui, com a devida vénia, alguns excertos deste texto. Os títulos são nossos.

O que é a poesia?

(…) A poesia, apesar de se fazer com palavras, está muito para além delas. É aquilo que essas palavras conseguem levar e depositar no nosso coração. E para que isso aconteça, não é preciso que sejam palavras complicadas, frases elaboradas, rimas perfeitas. (como verás, muitos (…) poemas nem sequer rimam). É outra coisa. Que não se consegue nomear, mas que se sente.
(…) Na poesia podemos não entender tudo, podemos nem entender nada. Mas, sem sabermos como, ela fica em nós.

Quem pode escrever poesia?

(…) Não há uma maneira única de escrever poesia. Há quem, através da poesia, conte uma história; há quem recorde um pequeno pormenor que lhe chamou a atenção; há quem evoque cenas familiares; há quem escreva sobre um cheiro ou um olhar; há quem, muto simplesmente, brinque com as palavras e os seus sons.

Sobre que pode “fazer-se” poesia?

Há poemas sobre animais, sobre pessoas, sobre sentimentos, sobre a natureza. Há poemas sobre fadas, sobre pastores, sobre crianças e velhos. Há poemas sobre uma rua, sobre uma casa, sobre uma pedra que de repente se encontra a meio do caminho. Há poemas sobre a tristeza e sobre a alegria. E podemos rir e chorar com eles. Pode-se escrever um poema a propósito de tudo. Não há temas melhores ou temas piores: há a arte de saber escrever a seu respeito de uma maneira criativa, ou seja, de uma maneira que seja só nossa.

Como pode escrever-se poesia?

É claro que as palavras são as que se encontram no dicionário: a arte está no modo como as usamos e as misturamos e como (por vezes) reinventamos as regras da gramática. Às vezes criam-se realidades novas. Outras vezes iluminam-se as coisas simples e conhecidas dando-lhes uma dimensão diferente da habitual.

[Alice Vieira]

Comentários

Mensagens populares