domingo, 28 de fevereiro de 2010

NAS CORRENTES D'ESCRITAS

Pelo segundo ano consecutivo estive nas Correntes D'Escritas. E de novo a experiência foi fantástica e com algumas boas surpresas.

Assim, na Quinta-feira logo pela manhã encontrei-me com um grupo grande de alunos da EB 2/3 Dr. César Augusto Pires de Lima que se deslocou prepositadamente do Porto à Póvoa de Varzim para se encontrar com vários escritores no Diana Bar.

No mesmo dia, apresentei o livro "Histórias do Barco da Velha" de Pedro Teixeira Neves e Rute Reimão, na Casa da Juventude (mesmo pertinho do local da Feira do Livro das Correntes).

Ainda nessa tarde, desloquei-me com o Pedro Teixeira Neves à EB 2/3 de Rates para um encontro com alunos. A Biblioteca estava cheia como um ovo. A conversa foi soberba, com perguntas a nunca mais acabar, perguntas interessantes, perguntas assertivas. Eu e o Pedro fizemos um duo muito agradável: contamos histórias, lemos poemas, falamos da escrita, da leitura, dos livros, de nós.

Nos resto dos dias ouvi com agrado e excessiva curiosidade outros escritores e amigos, nas várias mesas de que são feitas as Correntes. Na Sexta-feira de manhã, fui convidado para substituir João Mello na mesa da tarde, subordinada ao tema "A Literatura perverte a imaginação". O sítio do Munícipio descreve assim a minha comunicação (que brevemente disponibilizarei em http://otrapeziodepeterpan.blogspot.com/): João Manuel Ribeiro substitui João de Melo, que não pôde comparecer, na mesa de debate. Depois de ler um poema de Eugénio de Andrade, explicou que “a Literatura é um território de paradoxos. O primeiro paradoxo tem a ver com a sua própria definição”. Mas, mesmo assim, avançou algumas definições. É, por exemplo, “experiência antropológica fundamental” ou elemento “que possibilita ver mais realidade porque inclui um conjunto de capacidades e de saberes. Dizem alguns que a literatura é uma forma distinta de aceder e possibilitar conhecimento ou de ver através da realidade”, continuou. “A Literatura não cria imaginação, mas cria realidade. A Literatura perverte a imaginação porque faz dela realidade”.

quarta-feira, 24 de fevereiro de 2010

NA EB 2/3 DE AROUCA

Ontem, eu e a Anabela Dias estivemos na EB 2/3 de Arouca para conversar com todos os alunos do 6.º ano sobre literatura infanto-juvenil e ilustração.
Falamos concretamente sobre os quatro livros dos quais somos autores: Rondel de Rimas para Meninos e Meninas (a 2.ª edição está para breve), Um, dos, três – Um Mês de cada vez, Poemas para Brincalhar e Sopa de Letras.
Tivemos de responder a muitas perguntas, colocadas em primeiro lugar pelo clube de jornalismo da escola (que nos ofereceu o fantástico jornal que produz – O Caminho, onde se dá notícia da minha visita anterior a 29 de Outubro do ano passado) e depois colocadas por todos os que tiveram vontade de saber mais.
A conversa centrou-se no como se escreve e como se ilustra, procurando nós evidenciar a estreita relação entre texto e imagens neste tipo de literatura.
Foi muito bom! Obrigado, malta!

No fim do dia, demos uma saltada à Biblioteca Municipal, onde as ilustrações de um ou dois dos nossos livros estarão expostas durante o mês de Abril, acompanhadas dos livros respectivos.

segunda-feira, 22 de fevereiro de 2010

DOIS DEDOS DE CONVERSA COM...

Os convidados eram sete: Anabela Dias, Elsa Lé, Gabriela Sotto Mayor, Helena Veloso, Pedro Pires e Rui Castro, com moderação de Sylviane Rigolet. Apareceu uma pequena multidão de professores, educadores, bibliotecários. E a Tropelias & Companhia encheu-se de olhares e perguntas curiosas. Assim aconteceu no passado Sábado. A conversa rodou, como testemunha Gabriela Sotto Mayor no seu blog à volta do modo “como cada um de nós encara um projecto de ilustração. Ficamos a conhecer as pequenas diferenças que cada um tem na sua maneira de fazer: uns gostam de trabalhar com muita pressão e prazos apertados enquanto que outros precisam de muito tempo para reflectir; uns têm alguma dificuldade em desprender-se de um trabalho que acabou de ser finalizado para começar um outro bem fresquinho enquanto que outros até gostam de trabalhar sempre seguido, sem grandes intervalos; uns só precisam de 4 horas para finalizar uma ilustração (esta afirmação foi polémica e invejada pela maioria) outros, nada mais nada menos que, 4 dias; uns ainda continuam muito desiludidos com as diferenças existentes (principalmente cromáticas) entre o original e a impressão em livro, outros mais sortudos e felizes aproveitaram esta reunião para trocar contactos de profissionais de captação de imagem que têm conseguido resultados excelentes… “.
Além destes assuntos, outros foram abordados.
A conversa valeu a pena. “Foi uma tarde particularmente bem passada, interessante e curiosa.”Brevemente teremos nova conversa, desta vez sobre a narração oral de histórias.

domingo, 21 de fevereiro de 2010

SOPA DE LETRAS NA EB 1 DA SOLUM

A Escola Básica do 1.º Ciclo da Solum, em Coimbra, recebeu na passada Sexta-feira a minha visita para apresentar o livro "Sopa de Letras". Esta visita foi antecedida por dois encontros da ilustradora Anabela Dias, a 8 e 10 de Fevereiro, com todos os alunos daquela escola, para conversar sobre o trabalho da ilustração e possibilitar a experiência de ilustração aos alunos.
Assim, a visita de apresentação foi o culminar de um processo em que o intuito era fazer compreender a “coisa fantástica que têm os livros infantis”, no dizer de um aluno, que é a de conjugar duas linguagens para deliciar os olhos, os ouvidos e o coração.
Registei com agrado e comoção a apresentação oral que os alunos de uma turma do 3.º ano prepararam e apresentaram. Disseram todos os poemas do livro de cor. Assinalável.
Guardei também o caderno que os alunos e a professora tiveram a gentileza de me oferecer. Tenho-o diante de mim! Obrigado!


quinta-feira, 18 de fevereiro de 2010

FALAESCREVEACERTAGANHA

Na próxima Segunda-feira, dia 22, começa na RTP2 um programa com alunos do 2.º Ciclo intitulado “Falaescreveacertaganha”, tendo sempre por base um livro de literatura infanto-juvenil. Segundo os promotores - a Coral Vision Europa, trata-se de "um jogo a pensar nas meninas e nos meninos do 5º e do 6º ano e na terceira geração de luso-descendentes. Todos os dias, duas equipas de concorrentes vão responder a perguntas sobre gramática e ortografia, vão escrever textos, soletrar palavras, corrigir erros, ler e interpretar. A brincar também se aprende.”
O programa irá para o ar às 17H30 com repetição à 20h10, no mesmo canal.

Dois programas terão por base os meus livros:
- Poemas para Brincalhar, a ser transmitido a 05 de Março.
- Gémeos, a ser transmitido a 30 de Março. Deste eu fui júri.

domingo, 14 de fevereiro de 2010

NO COLÉGIO DO ROSÁRIO, NO PORTO

No passado dia 11 de Fevereiro (Quinta-feira), estive no Colégio do Rosário, no Porto, à conversa com os meninos e meninas do 1.º e 2.º anos, a propósito dos meus livros “Poemas para Brincalhar” e “Poemas da Bicharada”, respectivamente. Depois de uma breve apresentação de todos os meus livros, li (e também cantei) poemas de cada livro e respondi a muitas e curiosas perguntas. Também assinei bastantes livros.
Da parte de tarde, estive, juntamente com João Pedro Mésseder e Vergílio Alberto Vieira, a apresentar e conversar sobre o livro “Histórias com Regaço” aos alunos do 3.º e 4.º anos, em duas sessões distintas. Connosco estive a Dra. Maria Luísa Moreira, da Casa do Regaço, a instituição que editou o livro e o dinamiza em locais vários.

Agradeço o convite e a forma acolhedora como fui recebido pelo Dr. Celso Ribeiro, coordenador do 1.º Ciclo, pelos professores e por todos os alunos. Espero que outros encontros se proporcionem.

SOPA DE LETRAS NA EB 1 DA SOLUM

No passado dia 10, estive a fazer “Sopa de Letras” na EB 2/3 Eugénio de Castro, em Coimbra, com todas as turmas do 4.º ano da EB 1 da Solum. Foi um encontro muito singelo, mas muito rico, podendo conversar demoradamente e responder a muitas e interessantes perguntas sobre o livro, o processo de escrita e demais questões.
No próximo dia 19, eu e a ilustradora do livro, a Anabela Dias (que já teve dois encontros preliminares com todos os alunos), estaremos nesta escola para apresentar o livro e para uma sessão de autógrafos. Vai ser muito gosto, decerto!

sábado, 13 de fevereiro de 2010

CONVITE

A Tropelias & Companhia tem o prazer de o(a) convidar para "Dois Dedos de Conversa" com os ilustradores Anabela Dias, Elsa Lé, Gabriela Sotto Mayor, Helena Veloso, Pedro Pires, Rui Castro no próximo dia 20 deFevereiro, pelas 16 horas, no Espaço Cultural da Tropelias & Companhia (na Rua Calouste Gulbenkian, 201 - ao Mota Galiza).
A conversa será moderada por Sylviane Rigolet.
No mesmo dia será inaugurada a exposição dos originais do livro "O Comboio de Pedra" de Anabela Dias.

sábado, 6 de fevereiro de 2010

A CASA DA LEITURA RECOMENDA "SOPA DE LETRAS"

A CASA DA LEITURA da Fundação Calouste Gulbenkian incluiu o meu livro “Sopa de Letras”, com ilustrações de Anabela Dias, na sua "Montra" de títulos para “pré-leitores e leitores iniciais”, com a seguinte sinopse, assinada por Gabriela Sotto Mayor:

Sopa de Letras é uma colectânea de textos poéticos dedicados ao alfabeto onde, com recurso à personificação e de forma bem-humorada, se podem conhecer todas as letras, sem esquecer «os estranhos K, W e Y». Os poemas, tirando partido da simpatia e do gosto infantis pela ludicidade fonética, apresentam combinações semânticas e lexicais, fónicas, rítmicas e melódicas com particular utilização da rima e métrica regulares. Tomando a capa da publicação como especial exemplo, as ilustrações encontram-se à altura do desafio proposto, pela componente verbal, manifestando um potencial conceptual diversificado e enriquecedor. Com receitas de João Manuel Ribeiro, deliciosamente cozinhadas por Anabela Dias, o livro Sopa de Letras surge para ser jogado e degustado pela criança que se inicia na aventura da leitura através de uma divertida conquista do alfabeto. Gabriela Sotto Mayor

segunda-feira, 1 de fevereiro de 2010

OS MISTÉRIOS DA ESCRITA DE POESIA PARA CRIANÇAS

A Biblioteca Lúcio Craveiro da Silva, em Braga, foi o local que acolheu a Oficina “Os mistérios da Escrita de Poesia para Crianças”, por mim orientada e com a participação de duas dezenas de professores, educadores e pais.
A experiência foi muito gozosa. Juntos pudemos conversar sobre a poesia (O que é?), os poetas (Quem são e o que fazem?) e como se pode potenciar e explorar a poesia na escola.
A vertente acentuadamente prática da Oficina revelou participantes e educadores fortemente sensibilizados para a poesia e criativos.
A recordar o evento, fica o poema que serviu de ponto de partida:

VER CLARO

Toda a poesia é luminosa, até
a mais obscura.
O leitor é que tem às vezes,
em lugar de sol, nevoeiro dentro de si
e o nevoeiro nunca deixa ver claro.
Se regressar outra vez e outra vez
e outra vez
a essas sílabas acesas
ficará cego de tanta claridade.
Abençoado seja se lá chegar.

Eugénio de Andrade (Os Sulcos da Sede, 17).

JARDINS DE INFÂNCIA DA LOUSÃ

Na passada Terça-feira, estive de novo na Lousã, desta vez em três Jardins de Infância do Agrupamento de Escolas Álvaro Viana de Lemos.
A jornada começou no JI do Freixo, continuou no JI das Fontainhas e terminou no JI da EB1 de Santa Rita. Com os mais pequeninos, fizemos uma “Sopa de Letras”, provamos as letras do “Alfabeto de Adivinhas” e brincámos com “Poemas da Bicharada” e “Poemas para Brincalhar”.

Desta visita, apraz-me registar alguns factos significativos: o acolhimento da direcção do agrupamento, os desenhos e demais trabalhos que as crianças me ofereceram, a oferta do excelente jornal do agrupamento (Excelente mesmo! Se não acreditam, vejam http://www.jornalgatafunho.blogspot.com/), a minha inclusão na Galeria de Escritores da Biblioteca Escolar da EB1 de Santa Rita.Novos encontros ficaram agendados!

O SEMÁFORO CHORÃO NA PAIS & FILHOS

O SEMÁFORO CHORÃO NA PAIS & FILHOS DE AGOSTO Leonor Riscado apresenta, na revista Pais & Flhos, do mês de agosto, o meu livro &qu...