terça-feira, 21 de junho de 2011

O CRILIJ RECOMENDA

No sítio do CRILIJ, Manuela Maldonado recomenda o meu «Cantilenas Loucas, Orelhas Roucas», editado pela Terramar, do seguinte modo:

«Sendo o título a paráfrase do provérbio: A palavras loucas, orelhas moucas, o livro é um acervo de jogos de sonoridade, primeiro passo da música poética à procura de sentidos.
Com predominância de versos de redondilha, o esquema estrófico é variado, recorrendo-se ao refrão, em vários sítios da estrutura, a repetições de finais de lexemas, em jeito de eco, ou a repetições interjectivas. No primeiro caso, vejam-se os poemas: Quem quiser vá por ela, O cochichinho; no segundo, leiam-se os poemas: Jogo de rezingão, Cantiga com eco.
Estes jogos são a antecâmara poética para encontrar o “sang du poème” como diz Georges Jean.
A ilustração de Sónia Borges, a preto e branco, de traço minimalista, é indiciadora da necessidade de procura de sentidos coloridos no mundo poético.»
Acresce a indicação «a partir dos 5 anos».

quarta-feira, 15 de junho de 2011

REIS & REINETES, DAMAS & VALETES

No passado Sábado, na 81.ª Feira do Livro do Porto, apresentou-se discretamente o meu «Reis & Reinetes, Damas & Valetes». Presentes estiveram a ilustradora, Sara Cunha, e o editor, Paulo Cardo, alguns amigos (Reis & Reinetes) e muitos visitantes (Damas & Valetes) que se deixaram cativar pela nossa presença, animação e, como confidenciou alguém, pelo título do livro e pelas ilustrações.
Após este momento singelo de apresentação, espero que o livro siga o seu curso e a «De Facto Editores» cresça e edite muitos e bons livros. A ver vamos...

segunda-feira, 6 de junho de 2011

CONVITE

POEMAS DA TERRA

O JL – Jornal de Letras, Artes e Ideias desta quinzena (1 a 14 de Junho), no suplemento JL Educação, na sua Estante, apresenta assim o livro «Quem do Alto Olhar»:

POEMAS DA TERRA
"Vestidas da luz do sol, / ungidas de perfume, / tecem no olhar um rol / de sonhos ao lume. // Lavadas pela água, / acariciadas pelo céu, / sacodem a mágoa / da saudade ao léu.” Eis um dos 18 poemas da obra conjunta do escritor e poeta João Manuel Ribeiro, e de 12 turmas do 1.º e 2.º Ciclos do Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas, em São Brás de Alportel. A proposta veio da Biblioteca Municipal Dr. Francisco de Estanco Louro. Os alunos, com orientação dos professores, escreveram centenas de textos poéticos sobre a sua terra e sobre a Festa das Tochas Floridas. João Manuel Ribeiro seleccionou-os e deu-lhes a forma final. As ilustrações - de Sara Cunha - inspiram-se nos elementos florais da festa."

NOVO LIVRO - REIS & REINETES, DAMAS & VALETES

A nova editora «DE FACTO» inaugura a colecção de literatura infanto-juvenil com o meu livro «Reis & Reinetes, Damas & Valetes». São vinte poemas sobre personagens / figuras tipo do imaginário popular, como «O rei de copas», «O Senhor Chinfrim», «A Dona Breca», o «D. Sabichão», «A Senhora Vergonha», «O Senhor Disparate», «A Dona Lambisgóia», «O Senhor Lambareiro», «A Dona Preguiça», «O Caloteiro», «O Senhor Picuínhas», entre tantos outros.
Num formato pequeno, em capa mole, com badana completa, este livrinho cabe na sacola de qualquer criança e na imaginação e fantasia brincalhona de todos.
Para aguçar o apetite, deixo aqui o poema inaugural:

O REI DE COPAS

O rei de copas
- pobre sofredor -
divide o seu amor
entre dois tesouros:
a dama de copas
e a dama de ouros.

NOVO LIVRO - VIAGEM ÀS VIAGENS


Este livro - «Viagem às Viagens» - escreveu-se no âmbito do projecto «Voar a Ler», com o objectivo primordial de estimular o gosto pela leitura e pela escrita na Língua Materna. Resulta da longa e estreita colaboração entre a Feira Viva, cultura e desporto, e.e.m. e os estabelecimentos de ensino do grupo escolaglobal® (Externato Paraíso dos Pequeninos e Colégio das Terras de Santa Maria), para a promoção e desenvolvimento de actividades culturais e criativas no Município de Santa Maria da Feira.
Seleccionados doze temas da Viagem Medieval (um dos mais emblemáticos eventos nacionais), e depois de uma empenhada tarefa de investigação, os alunos (orientados pelos seus professores) escreveram doze poemas, a que eu dei a forma final que aqui se apresenta.
Catarina Pinto ilustrou a obra numa dialéctica constante com os escritores.

EU FUI DA LOURINHÃ

O pavilhão desportivo da Lourinhã, onde ocorreu a Feira do Livro concelhia, serviu de cenário para uma singela sessão de autógrafos e conversa com algumas pessoas acerca do livro "A Casa Grande", sob o acolhimento da livraria torreense «Casa Ruim». Apesar da distância e do caracter simples do evento, senti-me honrado com o convite e feliz por ser da (estar na) Lourinhã.

NA EB 1 DAS CAXINAS - VILA DO CONDE

Na passada Sexta-feira, logo depois do Dia Mundial da Criança, visitei a EB 1 das Caxinas, onde fui brindado com fabulosas apresentações, sobretudo em redor do livro "A Casa Grande", entre outros.
O encontro, no âmbito da Feira do Livro, decorreu com muita alegria e entusiasmo. Gostei particularmente das encenações / leituras do livro e das perguntas finais. Também houve tempo e espaço para autógrafos.

QUEM DO ALTO OLHAR II

No passado dia 31 de Maio desloquei-me a S. Brás de Alportel para apresentar, em conjunto com os alunos do Agrupamento de Escolas José Viegas Belchior, o livro "Quem do alto olhar".
O evento, inserido nas comemorações do 10.º aniversário da Biblioteca Municipal Dr. Manuel Francisco do Estanco Louro e na Feira do Livro, contou com a presença dos alunos que colaboraram no livro, bem com a das autoridades locais: o Presidente da Câmara Municipal, a representante da directora do Agrupamento, a Bibliotecária Municipal.
O encontro começou com a apresentação de todos os poemas do livro, com coreografias bem curiosas. Houve ainda a intervenção das autoridades presentes e uma prolongada sessão de autógrafos.
Eu fui cativado por S. Brás de Alportel, terra de flores, perfumes e boa gente!

QUEM DO ALTO OLHAR

O meu livro "Quem do alto olhar" foi divulgado na revista "Os meus livros" deste mês (nrº99), na página 68. Assim:

"O projecto é interessante e alerta para algumas possibilidades nem sempre exploradas, no domínio do incentivo à leitura. João Manuel Ribeiro, autor bem notado na Literatura para a Infância, colaborou com doze turmas do 1º e 2º Ciclos do Agrupamento de Escolas José Belchior Viegas (em S. Brás de Alportel), nesta iniciativa proposta e coordenada pela equipa da Biblioteca Municipal Dr. Manuel Francisco do Estanco Louro. Os alunos (orientados pelos seus professores) escreveram uma centena de textos poéticos sobre a sua terra e a Festa das Tochas Floridas. Destes, Manuel Ribeiro seleccionou dezoito e deu-lhes uma forma final. O trabalho foi completado com as ilustrações de Sara Cunha."

O SEMÁFORO CHORÃO NA PAIS & FILHOS

O SEMÁFORO CHORÃO NA PAIS & FILHOS DE AGOSTO Leonor Riscado apresenta, na revista Pais & Flhos, do mês de agosto, o meu livro &qu...