segunda-feira, 18 de julho de 2011

«ENCRAVA-LÍNGUAS» NA «QUEM SABE»

O n.º 4 da revista «Quem Sabe», na rubrica «Dentro e Fora», na secção «Crianças» destaca o meu livro «Encrava-Línguas»,com ilustrações de Sara Cunha.

segunda-feira, 4 de julho de 2011

MAIS 2 LIVROS NO PNL

A actualização das listas do Plano Nacional de Leitura, relativas aos livros de 2010 (e anteriores), acaba de ser publicada e mais dois livros meus foram incluídos nela. São:
- Soletra a Letra (ilustrado por Elsa Fernandes e editado pela Trinta Por Uma Linha)
- Eu fui o Menino Jesus (ilustrado por Anabela Dias e editado pela Trinta Por Uma Linha).

REGISTOS TARDIOS

Apesar de Junho já se ter finado e ter passado algum tempo, não queria deixar de fazer o registo de algumas visitas a escolas e colégio. O tempo não apaga as boas memórias e, às vezes, os encontros singelos deixam um rasto misterioso inolvidável.

- Assim, a 07 visitei a EB 1 de Corveiros, em Grijó, e desse encontro trouxe a recordação de como escrever sobre personagens da nossa história pode motivar para o estudo e a descoberta de quem nos precedeu e amou este pedaço de terra à beira-mar plantado.

- A 14 estive na EB 1 de Cabo-Mor, na cidade de Vila Nova de Gaia, levado pela mão da Livraria Velhotes que, como é habitual, faz um trabalho excelente de divulgação e estudo dos autores que com ela colaboram. O acolhimento foi singelo, mas carregado de cumplicidade com os meus livros. De presente trouxe um quadro com o meu retrato (onde estou / sou muito favorecido).

- A 21 de Junho, foram os alunos da EB 1 Paulo da Gama, no Porto, que me acolheram festivamente na biblioteca da sua escola. Deste encontro, para além da conversa animada com os alunos, soube-me bem o café do intervalo com os professores da escola: acolhedores, bem-dispostos, divertidos.

- A 22 de Junho, fui a Sanguedo a um colégio novinho em folha: o Colégio de Santa Eulália. A visita integrou-se num conjunto (planificado) de visitas de vários escritores que lá têm uma casa (a casa do autor) e de que o mesmo pode dispor quando quiser e como lhe aprouver. Um grupo de alunos começou por me mostrar (e apresentar) todos os espaços da sua escola. Seguiu-se uma conversa com respostas para todas as perguntas e curiosidades. Houve ainda um breve momento musical (de violino) e a visita à (minha) casa de autor (no colégio).

Amo-te - Poemas para gritar ao coração (2.ª edição)

A propósito da 2.ª edição do livro "Amo-te - Poemas para gritar ao coração", edição bilingue, retomamos uma entrevista ao " ...