domingo, 30 de dezembro de 2012

A CASA DO JOÃO NA TIME OUT PORTO

A edição de Janeiro de 2013 da Time Out Porto sugere o meu livro «A Casa do João», ilustrado por João Vaz de Carvalho como boa leitura.

quarta-feira, 26 de dezembro de 2012

O SENHOR PÉSSIMO É O MÁXIMO NO TOP 5 DA RUM

O SENHOR PÉSSIMO É O MÁXIMO, escrito por mim e ilustrado por Anabela Dias, foi considerado pelo programa Livros com RUM, da Rádio Universitária do Minho (RUM) como um dos melhores publicados em 2012 na área de Literatura Juvenil.
 

sábado, 22 de dezembro de 2012

LIVROS NO JORNAL DE LETRAS

A edição desta quinzena do JL - Jornal de Letras, Artes e Ideias, no suplemento Educação, e na sua Estante de Natal apresenta os livros O Senhor Péssimo é o Máximo e A Casa do João do seguinte modo:
 
Ambiente e Poesia
 
«”O teu pai é um galego de trabalho!”. Primeira frase de O Senhor Péssimo é o Máximo, novo livro de João Manuel Ribeiro que é o ponto de partida para o Concurso Literário - O Clube dos Eco Guerreiros, promovido pela Trinta Por Uma Linha, para alunos do 1.º e 2.º Ciclos. Os objetivos são claros, por um lado, motivar as crianças para a leitura e para a escrita, incentivando a participação de escolas e professores e por outro, ajudar a refletir e a mudar comportamentos no sentido de todos promoverem a preservação e sustentabilidade do planeta.

 

O autor acaba de editar o livro de versos A Casa do João. Rimas simples, divertidas, para fazerem despertar a curiosidade dos mais novos. Os animais são quase sempre o pretexto (e as personagens) destas histórias. Como este Cão Perdigueiro:

As minhas botas de cano alto
são para o meu cão perdigueiro
castelos com torres de sobressalto
que o tornam um bravo guerreiro.
Dentada aqui, mordidela acolá,
focinho dentro do cano, desabrido,
ao fim, outro remédio não há,
senão uma sapatada ao atrevido
e em resposta um assanhado latido

A CASA DO JOÃO, UM DOS MELHORES DE 2012


Rita Pimenta considerou «A Casa do João», escrito por João Manuel Ribeiro e ilustrado por João Vaz de Carvalho como um dos «Dez bons livros para crianças e jovens publicados em 2012».

Inspirado na lengalenga A casa do João, dois “Joões” criaram um belo livro. Nesta casa, mora uma família com as idiossincrasias próprias de todas elas. Mas também ali habita a bruxa Mafalda, o Migalha (que é um cão), um rato e um gato, a Mariana e até um poeta. Para conhecer todos os seus habitantes, reais e imaginários, terá de se deter a observar as inconfundíveis imagens de João (Vaz de Carvalho) e as palavras sempre renovadas de João (Manuel Ribeiro).

Ora “escutem” O que está, está:

“Que está na casa?
– Um grão na asa.
Que está no telhado?

– Um gato escaldado.
Que está na chaminé?

– Uma crista de garnisé.
Que está no quarto?

– Um colorido lagarto.
Que está na cozinha?

 – A galinha da vizinha.
Que está no palheiro?

– Uma agulha de costureiro.
Que está no quintal?

– Um mudo em arraial.
Que está no portão?

– Um menino pedinchão.
Que está na nesga?

– O Rossio na betesga.
Que está na viela?

– Um fidalgo de meia tigela.
Que está no meio da rua?

– Um poeta a ladrar à lua.”

domingo, 16 de dezembro de 2012

ESTA TARDE NA FNAC DO GAIASHOPING

 
Esta tarde, no 5.º Aniversário da Trinta Por Uma Linha, apresentei os meus livros mais recentes: A Casa do João (com ilustrações de João Vaz de Carvalho), O Senhor Péssimo é o Máximo (com ilustrações de Anabela Dias) e Patati, Patatá (com ilustrações de Sónia Cântara). Obrigado aos amigos que quiseram estar presentes!

terça-feira, 4 de dezembro de 2012

CONVITE - PATATI PATATÁ


Neste livro, João Manuel Ribeiro e Sónia Cântara brindam os mais pequenos dos pequenos com treze poemas para ver, contar, cantar, adivinhar, corar, chorar e ir embora, torcer o pepino, fazer maldades, mandar a Dona Constipação para o chilindró, dizer às vezes sim e às vezes não, aprender as cores, conhecer a fala de alguns animais, saltar na cama alta da Ana e escrever com lápis e giz: PATATI, PATATÁ.
Da harmonia entre as palavras e as imagens, nasce um livro para ser lido e ser visto, em casa, no Jardim de Infância e em qualquer lugar onde seja preciso dizer a beleza das coisas pequeninas.

segunda-feira, 19 de novembro de 2012

ENTREVISTA AOS LEITORES DO CATA LIVROS

O verão ficou ainda mais quente quando, em pleno julho de 2012, servimos  a Sopa de Letras, de João Manuel Ribeiro, no salão salamaleque do Cata Livros. 
Recebemos então algumas perguntas dos nossos visitantes veraneantes para o autor deste manjar. Ele respondeu com boa disposição, muitas memórias de quando era pequeno e algumas das suas rimas preferidas.

Se quiserem ler a entrevista, sigam por aqui até ao Cata Livros.

O SENHOR PÉSSIMO... NO PÚBLICO


Uma família vai de férias até à Galiza. Pai, mãe, filha e filho. É este último quem nos conta como aquela semana alterou por completo a relação de todos. Entre si e com o mundo. O navio Prestige partira-se em dois, a 250 km da costa, e uma imensa maré negra chegou à praia El Rial. “A maré negra tinha-se entremeado nas nossas vacaciones e exilado os nossos dias ao trabalho de limpeza das praias.” Logo no regresso a casa, foram evidentes as mudanças no comportamento do pai, de seu nome Péssimo. Tornara-se mais atento e menos comodista. “Estávamos a gostar deste novo Péssimo, mais terra-a-terra, mais próximo, mais humano (…) Até chegámos a especular sobre que nome lhe cairia bem (…). O melhor que nos ocorreu (…) foi Máximo.” Desde então, mobilizaram-se para cuidar do planeta e reger o dia-a-dia de forma sustentável. Uma família de “ecoguerreiros” e que acredita que “a verdadeira ecologia é a do coração e da inteligência”.
Embora de sentido claramente pedagógico, O Senhor Péssimo É o Máximonão se transforna numa cartilha cansativa de bons conselhos. A narrativa flui com naturalidade e humor. A partir deste livro, a editora criou um concurso literário para os alunos do 1.º e 2.º ciclos. Objectivos: motivar para a leitura e para a escrita, e mudar comportamentos. De seu nome, O Clube dos Eco Guerreiros.
Rita Pimenta (Texto divulgado na página Crianças do Público de 17 de Novembro de 2012 e disponível no blog Letra Pequena)

sábado, 3 de novembro de 2012

CICLO DE ENCONTROS NA GUARDA

Outubro foi o mês... das Bibliotecas Escolares e esse foi o motivo pelo qual andei por terras da Guarda, a partilhar palavras, palavras e poesia, palavras e histórias.
As (incansáveis) professores bibliotecárias do Agrupamento de Escolas da área Urbana da Guarda brindaram-me com uma apresentação que recorda cada uma das escolas visitadas. Obrigado! Partilho-a aqui como sinal de gratidão. Voltarei a encontrar-me com muitos destes educadores e professores no próximo dia 24 de novembro, no Encontro sobre Poesia para a Infância e Juventude - Toda a Poesia é luminosa. Até lá... Um abraço agradecido!

sexta-feira, 2 de novembro de 2012

SUGESTÃO DE LEITURA DE ANA MARGARIDA RAMOS

Ana Margarida Ramos sugeriu, no Facebook, o meu (e do João Vaz de Carvalho) livro «A Casa do João»:
 
Este livro novo caiu-me nas mãos como luvas macias. Tenho andado obcecada com casas, talvez por causa do livro do Pina ("Como se desenha uma casa"), e "A Casa do João" constrói uma ideia de casa grande, acolhedora e aberta, onde cabem todos, trazendo luz aos dias cinzentos que me têm perseguido. Lá cabem os animais, a alegria, os risos, a poesia. Esta tanto está no texto como nas prodigiosas imagens que ilustram o livro. Afinal o livro é a "Casa dos Joões", o Ribeiro e o Vaz de Carvalho, mas também será a casa da Rita, da Joana, da Mafalda, do Pedro e do Luís. Na casa dos livros cabemos todos e nesta todos estamos convidados a entrar. Ainda há casas que todos podemos habitar...

sábado, 27 de outubro de 2012

NOVOS LIVROS


 
 A Casa do João inspira-se na lengalenga com o mesmo título e nas várias personagens que a habitam: a família do João, «tão diferente nos seus modos»; a bruxa Malfalda e o«velho e fiel cão bravo, o Migalha; o rato, ratinho ratão e o gato, gatinho, gatão; o cão perdigueiro; o gato malhado da Marta «que vinha gatarrar a Casa do João»; o gato em água fria escaldado, vendido por lebre; o poeta a ladrar à lua; a arca do banzé; a menina Mariana; o gato de meia leca, e tantos outros parentes.
A Casa do João é uma casa comum: de João Manuel Ribeiro que escreveu os doze poemas e de João Vaz de Carvalho que (maravilhosamente) os ilustrou.
 
 
O que devia ser apenas uma semana de férias numa das praias da Galiza acabou por se tornar a aventura de uma família, «caçada» por uma maré negra e, pouco a pouco, transformada por um pai, de nome Péssimo, que compreendeu e ajudou a descobrir a importância das opções e atitudes de cada um para a sustentabilidade do planeta e para uma vida mais saudável.
Pela mão do Senhor Péssimo e da sua família travessa, somos levados ao coração de uma das grandes questões do nosso tempo: a ecologia e os seus variados aspetos. Com eles, aprenderemos, por certo, a pensar e a mudar alguns dos nossos comportamentos. Com ele(s), também nós seremos o «máximo». Como eles, tornar-nos-emos Eco Guerreiros.

CONCURSO LITERÁRIO - O CLUBE DOS ECOGUERREIROS

A Trinta Por Uma Linha vai levar a cabo, no ano letivo 2012/2013, o Concurso Literário «O Clube dos Eco Guerreiros» para alunos do 1.º e 2.º Ciclos tendo por objetivos motivar para a leitura e para a escrita, incentivando a participação de escolas e professores; ajudar a refletir e a mudar comportamentos no sentido de promover a preservação e sustentabilidade do planeta.
Os livros da Trinta Por Uma Linha que sustentam este concurso foram escritos por mim e são os seguintes:
 
- O Senhor Péssimo é o Máximo (2012) - Livro / ponto de partida
- Quem do Alto Olhar (2011)
- Raras Aves Raras (2010)
- Gémeos (2009)
 
Cada um destes livros, segundo as características que lhes são específicas, aborda de forma alargada questões ecológicas, ambientais e humanas. Espero que a leitura e a escrita que elas inspiram sejam uma aventura pelo prazer de viver e tornar melhor o planeta em que habitamos.
 
O Regulamento e demais informações pode ser consultado em www.trintaporumalinha.com
 
 

sexta-feira, 19 de outubro de 2012

PARA O MANUEL ANTÓNIO PINA


VIAGEM


Acorda-se
uma manhã
e já se levantou
a morte:
beija-nos, serena,
esboça um sorriso,
põe nos cabelos uma flor,
dá-nos a mão
e leva-nos a passear
a eternidade…

JMR

domingo, 14 de outubro de 2012

NOVO LIVRO - PATATI PATATÁ

 
Neste livro, eu e a Sónia Cântara brindamos os mais pequenos dos pequenos com treze poemas para ver, contar, cantar, adivinhar, corar, chorar e ir embora, torcer o pepino, fazer maldades, mandar a Dona Constipação para o chilindró, dizer às vezes sim e às vezes não, aprender as cores, conhecer a fala de alguns animais, saltar na cama alta da Ana e escrever com lápis e giz: PATATI, PATATÁ.
Da harmonia entre as palavras e as imagens, nasce um livro para ser lido e ser visto, em casa, no Jardim de Infância e em qualquer lugar onde seja preciso dizer a beleza das coisas pequeninas.
O PVP é de 8,75€ e pode ser comprado aqui.

ANDANÇAS NO CATA LIVROS




sábado, 29 de setembro de 2012

QUIXOTE AZUL

Eu que não ando às ordens do sol nem da lua
(…) vim hoje de propósito para a rua (*)
arremessar estrelas fulminantes
a moinhos de vento e a gigantes,
desarrumar calmarias e outros nós,
desimpedir embargos de sonhos na voz.

Eu que não ando às ordens da «massa»
vim hoje de propósito para a praça
convocar  todos os Sanchos-panças
para revoltas e rumos sem andanças,
unir todos os gritos calados da cidade
numa marcha de festa pela liberdade…
 
* Versos de José Gomes Ferreira
 
João Manuel Ribeiro (inédito)

quinta-feira, 20 de setembro de 2012

sábado, 8 de setembro de 2012

SETE PERGUNTAS DO CORREIO DO PORTO

O sítio Correio do Porto fez-me sete perguntas - perguntas que são feitas a pessoas que vivem no Porto e/ou estão ligadas à cidade. Na introdução / apresentação à peculiar entrevista, escreve-se:
 
«O João Manuel após ter perdido a casa-avô passou a ser como um lugar mal situado. À procura do seu espaço, entrou neste reino do lado sul, vindo de S. Martinho da Gândara, em Oliveira de Azeméis. Cá dentro, ainda esteve em Valadares, parando agora ali em Lordelo do Ouro, a um pulinho do Jardim Botânico e da abandonada Casa das Artes. Um poeta andante é o que ele é.»

segunda-feira, 3 de setembro de 2012

«REIS & REINETES» NO CATA LIVROS


O Cata Livros apresenta assim o meu livro «Reis & Reinetes, Damas & Valetes» (editado pela De Facto):

O João Manuel Ribeiro conhece alguns reis e damas, entre outras personagens, sobre os quais decidiu escrever algumas rimas e juntar neste pequeno livro. Aqui conhecerás, por exemplo, o Rei de Copas, a senhora Vergonha, a dona Lambisgoia ou senhor «Ouvidos de mercador», ilustrados minuciosamente pela Sara Cunha com muitos papéis coloridos recortados, algumas letras do alfabeto e também caracteres.

Este sítio da Fundação Calouste Gulbenkian faz ainda um desafio aos leitores do livro:

Um grande artista

 
Para além de reis, reinetes e valetes, este livro está repleto de personagens especiais, como a Menina Enfia-carapuças, o Senhor Aldrabão e o Senhor Picuinhas. A Sara Cunha ilustrou-as de forma original, com muitas cores e recortes, mas tu também podes aventurar-te a fazê-lo! Escolhe um dos poemas deste livro e, inspirado por ele, ilustra-o com os materiais de que mais gostares; no fim, não te esqueças de incluir o título do poema que ilustraste.
COMO PARTICIPAR
Faz a tua ilustração numa folha A4, digitaliza-a, grava-a como ficheiro jpg e envia-o para o e-mail indicado até 30 de setembro.
MUITO IMPORTANTE: no texto do e-mail inclui o teu nome completo, idade, endereço de e-mail e o código do desafio em que estás a participar: et_M16_de_grande_artista. Sem estes elementos a tua ilustração não será considerada. A partir de dia 19 de outubro vai ao cozinhório & laboratinha, entra em Os teus desenhos e vê se a tua ilustração foi uma das selecionadas.

quinta-feira, 16 de agosto de 2012

PATATI PATATÁ

Brevemente estará disponível o livro «Patati Patatá», com doze poemas meus e ilustrações de Sónia Cântara, para as meninas e meninos dos Jardins de Infância.

quinta-feira, 12 de julho de 2012

A CANÇÃO DAS VOGAIS



Animação do poema Canção das Vogais do livro Sopa de Letras (livro do mês no sitio do Cata Livros), ilustrado por Anabela Dias.

segunda-feira, 2 de julho de 2012

SOPA DE LETRAS NO CATA LIVROS

O Cata Livros escolheu as receitas do meu Sopa de Letras, cozinhadas por Anabela Dias, como livro do mês de Julho. Neste portal, pode ler-se um resumo, desfrutar de um conjunto de jogos e ver-se uma pequena animação do poema A Canção das Vogais.
Mas há mais: pode ainda folhear-se o livro, ouvir todos os 12 poemas e ver/ouvir uma breve entrevista.
Um excelente trabalho ao serviço de todos os leitores. Não deixem de deliciar-se com esta Sopa de Letras. Bom apetite!

terça-feira, 26 de junho de 2012

MEU AVÔ, REI DE COISA POUCA NA RUM

No passado dia 12, António Ferreira, da Rádio RUM, apresentou no programa «Leituras em dia» o livro «Meu Avô, Rei de Coisa Pouca». Para ouvir o comentário, basta clicar na imagem da capa ou aqui.

terça-feira, 29 de maio de 2012

O GRANDE CORRUPIO DOS DIAS!

- No passado dia 25, teve lugar na Universidade do Minho, em Braga, o II Simpósio vozes e rostos da literatura infanto-juvenil, desta vez dedicada à obra de Luísa Ducla Soares. Foram várias as comunicações. Eu, em parceria com a Doutora Sara Reis da Silva, apresentei uma comunicação «Sobre uma escrita levada a breve: leituras da poesia de Luísa Ducla Soares». A autora brindou-nos com um excelente testemunho final.

- No dia 24 estive no (novo) Centro Escolar de Nevogilde com alunos do 1.º Ciclo, sobretudo em redor do «Rondel de Rimas para Meninos e Meninas», livro trabalhado pelos alunos e professores. Também demos uma espreitadela ao «Poemas para Brincalhar».
- No dia 23, participei, com José António Gomes, no Ciclo de Conferências «A palavra à Literatura Infantil – 2», na Universidade de Aveiro, ciclo dinamizado pela Doutora Ana Margarida Ramos. Coube-me o tema «A poesia anda na escola? Para uma pedagogia do texto poético». O tempo escasseou para dizer o essencial, mas a experiência foi muito positiva.
- No dia 22 visitei o Agrupamento de Escolas de Esposende, nomeadamente a  Biblioteca Escolar da EB 1/JI de Curvos,  num encontro com os alunos de Curvos e Sto António, de Palmeira de Faro; noJardim de Infância de Gandra e na Biblioteca Escolar do Centro Escolar de Fão. Foi um dia memorável para mim e para os mais pequeninos. O blogue da Biblioteca Escolar do Agrupamento dá conta do evento.
- No dia 18, visitei a Feira do Livro de Vouzela. Eu estive com os alunos do 1.º e 2.º anos, no Auditório Municipal e o António Mota esteve com os do 3.º e 4.º anos no Teatro Municipal. Gostei da visita e da partilha com o António Mota.

- No dia 17 apresentei o livro Soletra a Letra e Animalices no JI no Centro Social e Paroquial de Argoncilhe. A festa foi animada e contou com a participação dos pais.
- Nos dias 14 a 16, estive na Eb 1 da Portela e na Eb 1 da Quinta da Alegria, em visitas organizadas pela Livraria Cabeçudos. O que mais me impressionou foi o entusiasmo em redor do livro «Meu avô, rei de coisa pouca», sobretudo na segunda escola. O livro «Desmatematicar» recolheu também enorme simpatia e agrado junto dos alunos. Foi uma agradável fugida ao sul.

domingo, 13 de maio de 2012

ANDANÇAS

No passado dia 10, visitei o Jardim de Infância Vasco da Gama, em Ramalde. E foi muito bom ver como os pequeninos trabalham tão bem e com tanto encantamento o «Encrava-línguas» que, segundo sei, está quase, quase a esgotar-se. Excessivas na simpatia foram também as Educadoras e as Auxiliares.

No dia 8 fui mais longe - à Eb1/2de Soure, onde estive, de manhã, com alunos do 2.º Ciclo e, de tarde, com os alunos do 1.º Ciclo. Como é habitual neste agrupamento, fui muito bem recebido, podendo constatar que os livros são bem trabalhados antes da visita, como demonstram os trabalhos realizados e apresentados e as perguntas do diálogo. Especial foi a «Canção das Vogais» tão bem encenada.
No dia 07, a convite da Doutora Sara Reis da Silva, apresentei, na Universidade do Minho, uma comunicação intitulada «Palavra de criança não está poluída: a obra de Sidónio Muralha para a infância e juventude». Foi uma oportunidade de aprofundar o meu conhecimento da obra deste poeta (que admiro desde os bancos da escola) e de poder partilhar a riqueza da sua originalidade poética e literária.

quinta-feira, 26 de abril de 2012

DE NOVO «O RAPAZ SEM ORELHAS DE BURRO»

«Para os mais novos, aqueles que não têm uma memória presente, cabe sempre aos adultos, aos professores e aos educadores fazer revigorar esse valor maior que é mais do que a democracia, porque vive conjuntamente com ela, o valor supremo da liberdade. É exactamente isso que João Manuel Ribeiro e Marta Madureira apresentam neste «rapaz sem orelhas de burro» e que os professores que trabalham principalmente o 1º e 2º ciclos do ensino básico podem e devem trabalhar.
É um excelente livro, uma excelente proposta!«»

Foi assim que António Ferreira divulgou ontem, no programa «Leitura em dia», da Rádio Universitária do Minho, «O rapaz sem orelhas de burro». Outras considerações foram ainda feitas sobre o livro e os autores. Pode ouvir-se o programa completo aqui!

quarta-feira, 25 de abril de 2012

DIÁLOGO SOBRE ABRIL

– Mãe, vinha que rebenta em Abril
dá pouco vinho para o barril?

– Filho, se Abril é frio e molhado
mata o bicho e mata o bago…

– Mãe, Abril frio ou molhado
enche o celeiro e farta o gado?

– Filho, se Abril é frio e molhado
a terra será mãe de fruto somado…

– Mãe, não há mês mais irritado
que o Abril zangado?

 – Filho, se Abril é frio e molhado
a zanga não o faz poupado.

 – Mãe, o cravo de Abril é encarnado,
pela cor ou por algo mais ousado?

 – Filho, lembra o cravo encarnado
que tirano é sempre derrotado.

João Manuel Ribeiro (In: Um, dois, três - Um mês de cada vez)

sábado, 21 de abril de 2012

POR TERRAS DO INFANTE

Nos passados dias 16, 17 e 18 de Abril estive em terras do infante D. Henrique, mais concretamente em Vila do Bispo e em Lagos.
No primeiro concelho visitei as EB1 de Sagres, de Salema, de Budens e a EB 2/3 de S. Vicente. Os encontros foram deliciosos, havendo lugar para quase tudo: ler, rir, cantar, perguntar e responder e surpreender.
Em Lagos, o dia começou com a 4.ª edição do Concurso de Leitura do Agrupamento de Escolas de Lagos em parceria com a Câmara Municipal, no Centro Cultural da cidade. Eu fui o escritor convidado e presidente do júri. Coube-me, em conjunto com os responsáveis do agrupamento, do município e da associação de pais, avaliar a leitura das 9 turmas participantes. Os textos lidos foram dos meus livros: Meu Avô, rei de coisa pouca; O Rapaz da bicicleta de vento e outras andanças; Eu fui o Menino Jesus. Vencedores foram todos, embora alguns tivessem ocupado os 3 lugares do pódio.
Nessa tarde, tive ainda oportunidade de me encontrar com 4 turmas do 3.º e 4.º anos na escola sede do agrupamento, despedindo-me assim destes dias por terras algarvias…

sexta-feira, 13 de abril de 2012

ENCONTRO

NA EB 1 / JI DE BELINHO (ESPOSENDE)

Esta manhã estive na EB 1 / JI de Belinho (Esposende). E trouxe boas lembranças do encontro com os mais pequeninos do JI: a surpresa que é vê-los interagir com a fonética dos poemas, os trabalhos que elaboraram e que me presentearam, a simpatia das professoras e educadoras, a magia da festa das palavras ditas e cantadas. Obrigado!

quarta-feira, 4 de abril de 2012

POEMAS PARA BRINCALHAR

Na Biblioteca de Vila das Pombas, Santo Antão, Cabo Verde.
Como lá terá ido parar o meu «Poemas para Brincalhar»?
Cá, a notícia chegou via facebook.
Obrigado, Cristina Couceiro!

GALOPINICES

O meu amigo escritor e ilustrador Miguel Horta, ao serviço do CATA LIVROS, esteve no CRE da Escola Professor Galopim de Carvalho cheio de histórias, brincadeiras e desafios e apresentou o projeto CATA LIVROS. Fez da biblioteca escolar o “tubo de ensaio”, experimentando com os alunos do 4ºA da EB1 Belas 1 e 4ºA da EB1/JI Mário Cunha Brito o seu novo programa de animação do livro e da leitura para as escolas.
O evento é descrito assim no blog da escola, o Galopinices:

«Passando do Salão Salamaleques à Fala de estar e seguindo do Pátio dos desatinos até ao Sótão da Livralhada lá se chegou à Janela de Papel onde todos ficaram encantados com o livro “Soletra a letra” de João Manuel Ribeiro contado com muita muita piada pelo Miguel Horta. Depois de muita gargalhada chegou a hora de ir até ao Cozinhório e Laboratinha para responder ao desafio “Trava letras”. Com muita imaginação e uma boa dose de humor todos prepararam frases divertidas sobre as letras do alfabeto terminando com a respetiva ilustração.
Os trabalhos foram digitalizados e, alguns, enviados para o desafio no site do Cata Livros logo “no direto”… Muito obrigado ao
CATA LIVROS e ao Miguel Horta e ficamos à espera da abertura de inscrições para este projeto… já temos mais turmas em fila de espera».

Obrigado, Miguel! Obrigado CRE da EB 2/3 do Professor Galopim de Carvalho!

ACRÓSTICO DE «O RAPAZ SEM ORELHAS DE BURRO»

Paulo Freixinho, autor do blogue «Palavras Cruzadas», dedica-se a criar palavras cruzadas há mais de 20 anos. Recentemente usou o meu livro «O rapaz sem orelhas de burro» como mote para um acróstico.
Para jogar basta imprimir o que segue:
As palavras utilizadas foram:
Beleza + Burro + Burros + Embuste + Fado + Hemorragia + João + Mercador + Nacional + Orelhas + Perpétua + Pessoas + Poder + Sabedoria

Obrigado, Paulo!

LIVROS E LEITURAS

No passado dia 02 de Abril, Dia Internacional do Livro Infantil, e para o celebrar, estive com os alunos do 1.º Ciclo do «Alegria de Aprender», em Rio Tinto. O pretexto para a conversa foi o meu «O Rapaz sem orelhas de burro». A conversa foi breve, mas curiosa: pelas perguntas, pela proximidade, pelos desenhos que me foram oferecidos e pelo tempo. Foi excecional constatar como em tempo de interrupção letiva há uma pequena multidão de alunos que continua na escola, a estudar e a fazer atividades interessantes.Parabéns!

A Biblioteca Municipal de Condeixa-a-Nova também quis celebrar o Dia Internacional do Livro Infantil. Para isso convidou-me para, em conjunto com a ilustradora Ana Lúcia Pinto, apresentar o livro «Desmatematicar», no passado Sábado. Apesar do número de crianças presentes ter sido reduzido, o encontro foi excecional. Pode dizer-se com propriedade: «Poucos, mas bons». Houve tempo e oportunidade para tudo: conversar, fazer perguntas, ilustrar, colar, rir e disfrutar…

sábado, 17 de março de 2012

SEMANA DE LEITURA(S)

Março é o mês das Semanas da Leitura. Muitas foram as escolas que esta semana visitei neste contexto.

Ontem, por exemplo estive longe, no Centro Cultural de Vila Nova de Foz Côa e no Centro Escolar de Freixo de Numão. Aqui pude deliciar-me com as leituras dos alunos dos Jis e do 1.º Ciclo dos livros «Soletra a Letra» e «Rondel de Rimas para Meninos e Meninas».

No dia anterior, dia 15, fui à EB 2/3 da Guia, Pombal, mostrar «O Rapaz sem orelhas de burro» e pude também «Desmatematicar» e soletrar as letras.

No dia 14, foi a EB 1 de S. João da Foz que me recebeu, tendo organizado uma Feira do Livro de Autor, com todos (ou quase todos) os meus livros. Os trabalhos expostos provam que o trabalho foi grande e o divertimento também.

A EB 1 das Devesas, em Vila Nova de Gaia, recebeu-me a dia 13 e mostrou-me como podem ser muitas e de feitios variados as bicicletas de vento, os encanta pardais e os pés de ir e vir.

Na EB 2/3 de Ceira, Coimbra, no dia 12, pude deliciar-me com um belíssimo trabalho de fantoches, representando o meu «A Menina das Rosas».
Ao longo desta semana foram muitas e intensas as emoções vividas e partilhadas. Pena não as poder traduzir aqui convenientemente como gostaria e os visitados esperariam. Fica apenas o registo lapidar, para memória futura.

domingo, 11 de março de 2012

ANDANÇAS ALGARVIAS

No meu périplo pelo Algarve, estive com uma pequena multidão de alunos, repartida entre os Concelhos de Faro (dias 5 e 6, reportados no post anterior) e Loulé (dias 7, 8 e 9). Se em Faro, vieram os alunos das escolas à Biblioteca Municipal, em Loulé, fui eu que me desloquei às escolas. E a experiência foi igualmente deliciosa! Para memória futura, fica aqui a lista das escolas visitas (e pela ordem em que o foram):
- EB 1 Mãe Soberana
- EB 1 n.º 5 - Hortas de Santo António
- EB 1 n.º 4 de Loulé
- Colégio Internacional de Vila Moura
- EB 1 n.º 2 de São Pedro do Mar de Quarteira
- EB 1 / JI da Abelheira (Quarteira)
- EB 1 n.º 2 de Almancil
- EBI de Boliqueime
- EB 1 Francisca de Aragão (Quarteira)
- EBI de Salir
- EB 1 Vale Judeu

Algumas fotos dos trabalhos desenvolvidos (e afins):

O SEMÁFORO CHORÃO NA PAIS & FILHOS

O SEMÁFORO CHORÃO NA PAIS & FILHOS DE AGOSTO Leonor Riscado apresenta, na revista Pais & Flhos, do mês de agosto, o meu livro &qu...