“Meu Avó, Rei de Coisa Pouca” viaja até Vigo

É já a 30 de junho que viajarei até Vigo, a convite da Hércules Ediciones, até à Feira do Livro de Vigo para apresentar a obra: Meu Avó, Rei de Coisa Pouca. O certame decorre de 29 de junho a 8 de julho.
Estarei acompanhado pela tradutora Ánxela Gracián e pela editora Laura Rodríguez Herrera. No final da sessão, há espaço para o habitual momento de autógrafos e de convívio com o público.
Para mim, estar presente nesta Feira do Livro representa um orgulho mas também uma oportunidade de chegar a um novo público. Trata-se, na verdade da primeira participação numa feira do livro além fronteiras. Mas já em Agosto, voltarei a viajar até à vizinha Espanha para a Feira do Livro de A Coruña.
A obra centra-se numa figura cujo retrato começa a desvelar-se logo na abertura da narrativa: A casa da eira era o palácio do avô. Nela tinha o seu trono, guardava a sua coroa e retinha os seus tesouros. Na verdade, era apenas um espigueiro antigo de granito. Mas não era o palácio que o tornava rei, era a sua condição de senhor de terras e céus, bichos e chuvas, ventos e aragens, romãs e bonecas de trigo.
Recorde-se que, em fevereiro deste ano, o livro foi publicado em Espanha, pela Hércules Ediciones, em castelhano, com o título Mi abuelo, rey de las pequeñas cosas e em galego, com o título Meu avó, rei das pequenas cousas.
O livro foi lançado em 2011, com ilustrações de Catarina Pinto. Desde então, tenho visitado colégios e bibliotecas públicas galegas, qual  “andarilho” de um lado para o outro, a mostrar esta e outras obras.
A Hércules Ediciones publicará brevemente dois livros meus em galego e em castelhano, O senhor Péssimo é o máximo e A Casa Grande.

Comentários

Mensagens populares