A PAZ


Se alguém
procura a paz
eu digo-lhe:
a paz
não está na noite
nem no sonho.
(A noite tem
ortigas
que lhe ferem as costas;
pelo sonho
transitam os fantasmas.)
A paz
não está nos lagos
solitários,
nem nos densos
bosques,
onde os ventos
guardam
os seus segredos.
Não está tampouco
(ainda que haja quem
o diga)
entre as tumbas.
A paz
não está nos mortos.
Nem nas montanhas
coroadas de neve,
nem nos profundos mares.
Nem entre a multidão
nem no deserto.
Pela simples razão
de que a paz
não existe:
há que criá-la por dentro.
           
Pedro Barcena (In I Festival poético por la Paz y la Libertad).

Comentários

Mensagens populares