DICA DE LEITURA - O GRANDE INIMIGO DA LEITURA

O grande inimigo da leitura é a obrigação de ler.
Ou, como diria Pessoa: "Ah! Que prazer ter um livro para ler e não o fazer."
Desde Pennac, com o seu “Como um romance” ficou institucionalizada a leitura por prazer. Acontece que o prazer, como se sabe, não tem nenhuma escala de medida nem qualquer barómetro. Nem sequer existe uma posologia ou receita. Além do mais, é uma experiência pessoal e intransmissível. 
Pode falar-se do prazer de ler, como experiência própria e até como evento demonstrável, mas isso não significa que s experiência se transfira ou comunique. Acredito todavia na comunicação do prazer de ler por osmose. É possível, creio, que alguém que experiencie o prazer de ler, pelo facto de o vivenciar, esteja a comunicá-lo aos que estão perto ou partilham tempos celulares.
A maior parte dos medidores (pais e professores) acreditam tanto nos benefícios da leitura que a instituem como obrigação. A intenção será boa, mas o modo é desastroso.
Respeitar o prazer de não ler é, a meu ver, a prova maior do prazer de ler e dos inumeráveis benefícios da leitura.

Boas leituras... por prazer.

Comentários

Mensagens populares