A Poesia na escola e na biblioteca - Propostas


Um dia, um poema…
Ler um poema todos os dias permite implementar a descoberta da poesia de forma progressiva, ajudando, assim, as crianças a desenvolver a sua capacidade de escutar e de prestar atenção. Esta ligação quotidiana, proposta pelo professor(a), despertará o interesse, curiosidade e gosto pela poesia.


Algumas sugestões práticas:
-Ler em alturas específicas, início ou fim do dia, antes ou depois de uma pausa… como um ritual...
- Escolher a partir de uma seleção e ler; após alguns dias de espanto e com agitação, é provável que os alunos fiquem "espontaneamente" atentos.
 -Afixar ao um cartaz no quadro intitulado “poema do dia”, “poema-oferta”, “pausa-poema”… (ou outro título a escolher), desde que seja sempre o mesmo; este cartaz será o aviso, sem mais comentários , de que vai ser lido um poema.
 - Posicione-se como um leitor adulto, sempre no mesmo lugar (na frente da sala, ao fundo da sala), movendo-se pela sala, alterando de lugar com cada leitura…
- Passar a leitura do poema a um aluno, que ele poderá ou não escolher, dando-lhe tempo para se preparar (difícil no início do ano).
- Dar a ouvir um texto por parte de um intérprete, comediante/ator, cantor, ou mesmo o autor.
- Procurar diversidade de leituras, no tempo e no espaço.

Alguns recursos úteis.                        
- Constituir um fundo que será alimentado progressivamente para, pouco a pouco, fazer (adquirir) bibliotecas na sala de aula ou bibliotecas pessoais.
- Ler essencialmente de coleções.
- Usar antologias (sem exageros).
- Utilizar os sites on-line para dar a entender as vozes dos poetas.

Construir um corpus de texto
- Para muitas ações, é necessário constituir um corpus de texto. Este trabalho divide-se em várias etapas complementares: descobrir, ler e/ou dizer, dar a ler. Ao elaborar um corpus, estamos a preparar a transmissão dos poemas.
- Este corpus pode ser construído à volta de um autor, de uma palavra, de um tema...

- Primeira possibilidade: 
- Disponibilizar à turma um monte de seleções, antologias, arquivos já existentes… Fornecer bastante tempo de leitura individual, em que cada um possa escolher um ou mais poemas para incorporar no corpus de texto.
- Uma pré-seleção será feita por parte do professor(a), com marcação das páginas das selecionadas, para ajudar os alunos.
- Seguidamente, o professor(a) completa as seleções dos alunos com poemas que lhe pareçam importantes.
- Os alunos poderão ou não ler alguns dos textos escolhidos.

- Segunda Possibilidade:
- O professor faz uma primeira escolha da coleção de textos, antologias, arquivos…
-  O professor convida os alunos para uma primeira leitura e, depois, os alunos completarão com as suas escolhas.

- Terceira Possibilidade:
- O professor efetua a pesquisa sozinho e prepara o corpus sem qualquer intervenção por parte dos alunos. 
Importante: Ao início e/ou durante a pesquisa, o professor deverá de ler alguns poemas à turma no sentido de gerar/averiguar o interesse pelos mesmos.

Para que que os alunos descubram o corpus selecionado é necessário:
- providenciar tempo de leitura individual e em grupo, ligado ou não ao tempo de pesquisa;
- fazer leitura (preparada) de um texto por um ou mais alunos, ou por um professor(a) que queira discutir algum aspeto em especial.

O objetivo geral destas pistas é, como diz Georges Jean, faire entrer en poésie, isto, fazer entrar em poesia...
Boas leituras poéticas!

Comentários

Mensagens populares