Um Rebento de Paz (com votos de Boas Festas)


Do tronco velho e apodrecido da Europa
nascerá um rebento de paz

Sobre o poderio de uns sobre os outros
nascerá a fragilidade de todos.

Sobre a ditadura dos mercados
nascerá a liberdade da vida partilhada

Sobre a afirmação dos egoísmos mediáticos
nascerá o sentido da história comum

Sobre os escombros do tráfico do ódio
nascerá a transparência do amor

Sobre a loucura mecânica dos sistemas
nascerá a lucidez do espírito humano

Sobre a vozearia demagógica dos políticos
nascerá o murmúrio dos materiais da verdade

Nascerá um rebento de paz
se depender de mim

(João Manuel Ribeiro)

Comentários

Mensagens populares