Dica de Leitura - Um clube de leitura virtual?

O filho de David Bowie, o cineasta Duncan Jones, no final de 2017, tomou como resolução para o ano novo criar um clube de leitura virtual com os livros preferidos do pai. 
O primeiro livro escolhido foi Hawksmoor, de Peter Ackroyd. O êxito do clube foi fulgurante e surpreendente, contando mesmo com a participação de ilustres personagens como William Gibson e Joe Hill, o filho de Stephen King. Duncan prometeu continuar a ler os livros do pai. 
Outros clubes de leitura, embora talvez não tão mediáticos, são dinamizados também por editoras, grandes e pequenas, com o intuito de dar a conhecer os seus livros e respetivos autores e obras. 
No Facebook, é frequente encontrar alguns clubes de leitura públicos, a que qualquer pessoa pode aderir ou associar-se para ler, comentar e/ou propor a leitura, análise e discussão de qualquer livro.
Tenho ainda conhecimento de que algumas bibliotecas públicas e escolares têm também clubes de leitura (abertos e/ou fechados) no Facebook.
Estas experiências mostram como as redes sociais podem ser úteis quando se tem um objetivo definido e se é consistente, perseverante e exigente no mesmo. Como se vê, fomentar a leitura através das redes sociais é tão simples como surpreendente: basta um telemóvel, uma ligação à Internet e um livro favorito. 
À atenção dos bibliotecários, dos professores, educadores, pais e leitores! Um clube de leitura virtual é possível e até, talvez, indispensável.

Boas leituras!

Comentários

Mensagens populares