Dica de Leitura - Afinal, as crianças preferem os livros em papel

Há ideias que se instalam na opinião pública como um vítus. Uma dessas ideias generalizada e vulgarizada é a de que as crianças são mais propensas a ler se leem num dispositivo digital como um iPad ou um Kindle. Afinal, parece que não. Um estudo, publicado na ScienceDirect, intitulado The influence of acess to eReaders, computers and mobile phones on children’s book Reading frequency, de investigadores de universidades da Austrália e da Malásia.
A investigação, realizada com crianças entre os 4 e 6 anos, mostra que aquelas que tinham contacto regular a dispositivos com possibilidade de leitura eletrónica (como o Kindle, iPads e  telefones móveis) não tendem a usar os ditos dispositivos para a leitura, inclusivamente quando se trata de crianças que leem todos os dias.  O estudo também mostrou que quantos mais dispositivos tem uma criança, menos lesta lê, em geral.
A conclusão parece ser a de que o fornecimento de dispositivos de leitura eletrónicos às crianças pode inibir a leitura e que os livros em papel ainda são preferidos pelas crianças.
Esses resultados, diga-se, coincidem com estudos anteriores que analisaram as preferências de leitura dos adolescentes e se verificou que, embora alguns alunos gostassem de ler livros em dispositivos eletrónicos, a maioria dos alunos com acesso a essas tecnologias não os utilizava regularmente para ler. Por outro lado, parece que os leitores mais ávidos (os bons leitores) não costumam ler livros em dispositivos eletrónicos.
Esta evidência empírica será ainda mais relevante, creio, se os livros ou o tipo de texto que se lê forem de literatura, por razões que outros estudos atestam e que se pretende com a velocidade de leitura deste tipo de texto ou de livros.
Apesar de dizer frequentemente que o importante é ler, independentemente do meio ou suporte, fico, obviamente feliz pelo facto de as crianças ainda preferirem os livros em papel. Porque gosto de crianças e gosto de livros.
Boas leituras!



Comentários

Mensagens populares